mas não parada | parte III – mas também parada

mas não parada | parte III – mas também parada

1393968_746196752073911_1191324759_n  1003736_703360943024159_551350934_n

1000432_695138310513089_1976974685_n

936483_691278790899041_1640635812_n  934612_691263044233949_1627637907_n

E que bem que sabe parar! Não contar os dias nem as horas, só olhar o céu e disfrutar o escoar das horas mais serenas do ano, as das férias. Ficar parada, pousada sobre areias que conheço desde sempre e reconfortar-me com o aconchego da minha terra. Ou então procurar outro sol com outro ocaso, descobrir que a paz tem vários sabores. Olhar para o lado e descobrir coisas simples ou banais mas tão fantásticas para mim. Confirmar a alegria de sermos quatro e ver que a descoberta da relva, das flores, das formigas, das abelhas… é o mais importante na formação de um ser. E sim, é verdade, a felicidade é simples, é saber parar e saber escutar a vida e o que ela tem para mim. E ser grata porque tenho muito, muito!!

 

Deixe uma resposta